O senhor é minha força meu escudo; nele o meu coração confia e dele recebo ajuda.
(Salmos 28:7)

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

-
"A culpa é minha. Minha e das minhas expectativas, minha e das minhas lamentáveis escolhas. minha e do meu coração lerdo. minha e da minha imaginação pra lá de maluca. Então, com licença, deixe eu e minha culpa em paz. eu e meu delicioso perdão por mim mesma. eu só peço uma coisa. para de culpar a vida. pare de ter pena de você. se assuma. se aceite. se culpe. se estrepe. se mate. Mas se perdoe. Pelo amor de Deus, se perdoe.
Somos todos culpados, se quisermos.
Somos todos felizes, se deixarmos."

terça-feira, 16 de novembro de 2010



"A viagem não acaba nunca. Só os viajantes acabam. E mesmo estes podem prolongar-se em memória, em lembrança, em narrativa. Quando o visitante sentou na areia da praia e disse:
“Não há mais o que ver”, saiba que não era assim. O fim de uma viagem é apenas o começo de outra. É preciso ver o que não foi visto, ver outra vez o que se viu já, ver na primavera o que se vira no verão, ver de dia o que se viu de noite, com o sol onde primeiramente a chuva caia, ver a seara verde, o fruto maduro, a pedra que mudou de lugar, a sombra que aqui não estava. É preciso voltar aos passos que foram dados, para repetir e para traçar caminhos novos ao lado deles. É preciso recomeçar a viagem. Sempre."

sexta-feira, 12 de novembro de 2010


Como é bom viver sem esperar muito dos outros!
Como é bom traçar os próprios caminhos e escrever a própria história!
Não sou mais obrigada a ser perfeita.
Apesar das minhas falhas, estou apaixonada por mim.

.
~


"A gente, às vezes, se afoba e se abafa desnecessariamente. Os mais lindos bordados da vida são feitos com os fios de delicadeza que respeitam a sabedoria amorosa do tempo do coração."

~

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

º

'"Eu sei que a gente se acostuma. Mas não devia.(...) A gente se acostuma para não se ralar na aspereza,
para preservar a pele. Se acostuma para evitar feridas, sangramentos, para esquivar-se de faca e baioneta, para poupar o peito. A gente se acostuma para poupar a vida. Que aos poucos se gasta, e que, gasta de tanto acostumar, se perde de si mesma."

º
...

tem vontade de sacudir aquele corpo e dizer “ei, devolve. devolve o amor que tinha aqui. que preenchia essas lacunas no meu peito, deixando tudo menos frouxo em mim. devolve a liga, o ponto que faz do bolo um bolo, o nó da lã do tricô. me salva”.

... ;)
-

Charlotte:
— você ama alguém, quer que ele a ame igual. que o amor deveria ser mágico e perfeito. mas a vida real não é assim.
Paige: — você não o conhece.
Charlotte: — conheço caras como ele. sei que ele morde outras além de você.
Paige: — Seth nunca mentiria para mim.
Charlotte: — homens mentem o tempo todo. e nós mentimos para eles. às vezes para se proteger ou proteger a outra pessoa. às vezes é para conseguir o que quer. e às vezes é simplesmente mais fácil. se acha que amor é sempre ser honesto, não está pronta. é difícil. eu sei que é. você leva uma mordida e acha que é eterno. quando você descobre que não é, isso dói. deixa uma cicatriz.

.
:)

é tão difícil me comunicar com ele. às vezes eu penso em desistir, eu acho que não aguento essa aprendizagem toda outra vez — fico tentado a desistir. não sei bem por que insisto, posso dizer apenas frases feitas sobre isso, mas na verdade não sei. agora. compreendo tudo muito mais. dói e é incômodo. vontade de não saber perdoar, de não ser compreensivo, tolerante — de não me contentar com o pouco — “amor malfeito, depressa, fazer a barba e partir”.

.
.

não sinto saudades do seu amor,
ele nunca existiu, nem sei que cara ele teria,
nem que cheiro ele teria.
não existe morte para o que nunca nasceu.

[Tati Bernardi]

.
-

"muitas pessoas ficaram pra trás, outras tantas deixei passar. não sei de que lado você está. bem. a vida segue, não sei como, mas é confortável pensar assim. talvez eu esteja desafiando alguma lei da física, mas já tenho saudade de um futuro que não viverei. são as estradas da vida. só se pode seguir uma delas, sem nunca saber como seriam as outras. acontece assim também com alguns amores."

.
"Passei três dias tentando sentir raiva. Três noites
engolindo o mal a seco. Deu-se que fiz força, espremi
a palavra atravessada, saiu um riso. Valei-me, nasci
para a distração..."
.


(...) Eu sinto ciúme quando alguém te abraça,
porque por um segundo essa pessoa está segurando meu mundo inteiro.

-
"A verdade é que, enquanto você estiver assim, nessa interminável agonia,
esperando notícias que nunca chegam,
vai deixar passar várias possibilidades interessantes ao seu redor
. Claro, ninguém se compara a quem você aguarda,
mas quem você aguarda não está disponível no momento.
Poderá, inclusive, nunca estar."

-
-
"Talvez a gente esteja no mundo para procurar o amor, encontrá-lo e perdê-lo,
muitas e muitas vezes. Nascemos de novo a cada amor, e a cada amor que termina, abre-se uma ferida.
- Estou cheia de orgulhosas cicatrizes. - :)

.

"Eu perdi um pouco dessa coisa de humildade.
- a aceitar a minha grandeza, a aceitar o fato de ser boa.
Porque te dá um medo filha da puta: ser feliz, medo de amar, medo de ser boa.
Tudo que faz bem pra gente, a gente tem medo.
E eu tô tranquila, porque ocupei meu lugar e ninguém tasca mais.
Foi o que sempre quis, era meu sonho."
-

terça-feira, 26 de outubro de 2010


... Ouça aqui, mocinha.
Não fique pensando que o mundo lhe pertence não.
Não caia nessa onda. E outra coisa – não se esforce.
Pelo o menos não tanto.
Não fique ai remando contra a maré, dando murro em ponta de faca.
Veja – se não fora pra ser, não vai ser.
Acredite em mim. Coisa boba essa sua tentativa de ir além.
E olhe, eu não estou pedindo pra você desistir não, não é isso.
Eu só quero que você pense mais, que leia mais.
Que tenha argumentos melhores.
Você está muito nova ainda. Cresce!” :)

segunda-feira, 25 de outubro de 2010


"Cultive o bom humor, como quem cultiva um bom hábito. Esforce-se para ser alegre. Afaste os sentimentos mesquinhos que provocam o despeito, a inveja, o sentimento de fracasso, que são origem de infelicidade. Adote uma filosofia otimista, eduque-se para ser feliz. (...) Seja feliz, se quer ser bonita!"

sábado, 23 de outubro de 2010

"taí. tá bom. o amor venceu. você venceu. venceu. venceu. venceu. e eu acabo de descobrir, simples assim, a única maneira de me livrar desse sentimento:aceitando ele, parando de querer ganhar dele. te amo mesmo, talvez pra sempre."

[Tati Bernardi]
"sabe aqueles banheiros mínimos, que quando um entra o outro tem que sair? tem amores que parecem um banheiro apertado: só cabe um.
ela ama o cara. interessa-se pela sua vida, seu trabalho, seus estudos, seu esporte, seus amigos, sua família, enfim, ela está inteira na dele. ele, por sua vez, recebe isso de muito bom grado mas não retribui. não pergunta pelo trabalho dela, pelas angústias dela, por nada que lhe diga respeito. ela, obviamente, não gosta desta situação, mas vai levando, levando, levando, até que um belo dia sua paciência se esgota e ela tira o time de campo. aí ele entra.
de repente, como num passe de mágica, ele se dá conta de como ela é legal, de como ele tem sido distante, de como vai ser duro ficar sem a sua menina. então ele a torpedeia com e-mails e telefonemas carinhosos. mas ela é gata escaldada, não vai entrar nessa de novo. ele insiste. quer vê-la, quer que ela entenda que ele é desse jeito tosco mesmo, mas que no fundo ela é a mulher da vida dele. ela é gata escaldada mas não é de gelo: então tá, vamos tentar de novo. ela entra com tudo.
com a namorada resgatada, ele se isola novamente em seu próprio mundo, deixando-a conduzir tudo sozinha. é ela quem o procura, é ela que o elogia, é ela que arma os programas, é ela que lembra das datas, é ela, tudo ela, só ela. quer saber: tô fora!
aí ele entra. pô, gata, prometo, juro, ó: vou cobrir você de carinho. e não é que ele cumpre? passa a tratá-la como uma deusa, superatencioso, parece outro homem. ela aceita a deferência, mas não entra mais nesse jogo. simplesmente não retribui o afeto dele, quase nunca telefona, sai com as amigas toda hora, e ele ali, no maior esforço. ela esnobando, ele tentando, ela se fazendo, ele se declarando. até que ele enche: tô fora.
aí ela entra. e ele esfria, e ela cai fora, e ele volta, e seguem neste entra-e-sai até o desgaste total.
bom mesmo é amor em que cabem os dois juntos. ;)

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

"Não quero viver como uma planta que engasga e não diz a sua flor. Como um pássaro que mantém os pés atados a um visgo imaginário. Como um texto que tece centenas de parágrafos sem dar o recado pretendido. Que eu saiba fazer os meus sonhos frutificarem a sua música. Que eu não me especialize em desculpas que me desviem dos meus prazeres. Que eu consiga derreter as grades de cera que me afastam da minha vontade. Que a cada manhã, ao acordar, eu desperte um pouco mais para o que verdadeiramente me interessa." ;**
:)

"A gente só tem a gente. No fundo, lá no fundo, essa é a realidade. Qualquer outra interpretação é espera. No outro. Que o outro fale, que o outro perceba, que outro entenda. Não entende. Porque não é a gente. Imagina que entende, mas não enxerga porque os olhos são outros, ainda que da mesma cor."

-
-

"A prova de que estou recuperando a saúde mental,
é que estou cada minuto mais permissiva: eu me permito mais liberdade e mais experiências.
E aceito o acaso. Anseio pelo que ainda não experimentei.
Maior espaço psíquico. Estou felizmente mais doida."

-
"só há uma forma de se estar perto
quando se está muito longe:
se fecha os olhos, bem forte,
e pensa e deseja muito, muito, muito
estar juntinho de quem ama.
Porque no amor tem dessas coisas
...a gente só não pode abrir os olhos
...a gente só não pode deixar de acreditar."

(Cáh Morandi)
"Que procuras? Tudo.
Que desejas? Nada.
Viajo sozinha com o meu coração.
Não ando perdida,
mas desencontrada.
Levo o meu rumo na minha mão."

[Cecília Meireles]
"É difícil mudar de casa. Sair da casca. Deixar o quentinho do cobertor. Sair do banho e alcançar a toalha. Mudanças são contrastes de estados e, por isso, doloridas. É nascer de novo sair de uma relação para o vazio. Ou para outra. É preciso coragem e ruptura. É preciso acreditar. Comum permanecermos imóveis por mais que o suportável. Sair do banho e agachar enrolado na toalha, pensando na vida. Demorar um tempo até tomar coragem pra mudar de posição. Mudar é um parto, sempre. Mesmo que o novo mundo seja melhor. Diante do universo inteiro que se anuncia novo, o de alguém que chegou de surpresa, muitas vezes nos acovardamos."

(Cris Guerra)
-

"Parem de falar mal da rotina
Parem com esta sina anunciada
De que tudo vai mal porque se repete."

(Elisa Lucinda)


.

" Eu,medo de amar ? Tenho medo de me encontrar numa situação como a sua ... não consegue mais abrir mão dele,está acostumada,mas na realidade gostaria de não precisar ... mas tem medo ... Você tem medo ! E não de amar. De não conseguir ficar sozinha,querida. Sabe-se o que deixa,não sabe o que se encontra. " ;)
.

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

-

"Hoje vi um texto e parei pra pensar em como as pessoas se perdem da gente ou nos perdemos delas. ou ambas se perdem uma da outra. E isso é estranho. E doloroso.
Seria tão bom se pudéssemos ter sempre com a gente as pessoas a quem queremos tão bem. Poucos são os amigos que não se perdem, às vezes não é nem porque querem, senão porque algo os fez se perderem. Tenho amigos que tenho enorme carinho guardado dentro do peito, que carrego e penso neles sempre e que sei que nem sempre, ou quase nunca pensam em mim da mesma forma, aliás, sei que sequer pensam em mim e mesmo assim eu me nego a não querê-los como sempre os quis e me nego a esquecê-los, pois cada um fez parte de uma página importante da minha vida, da minha história. A verdade, pelo menos a minha verdade, é que nunca esquecemos as pessoas, aquele sentimento permanece alí, quieto, só se transforma em um outro tipo de afeto, ou simplesmente adormece, desperta quando a saudade aperta e depois volta a dormir.
Às vezes eu paro e penso se as pessoas em quem eu penso também pensam em mim da mesma forma, intensidade e carinho com que penso nelas, é estranho, mas a gente sente necessidade de ser lembrado às vezes. Penso se algumas pessoas fariam por mim o que eu faria por elas. Isso às vezes dói e eu paro de pensar." ;)

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

"Fé em Deus que ele é Justo,
nunca se esqueça, na guarda, guerreiro,
levanta a cabeça , onde estiver seja lá como
for, tenha fé porque até no lixão nasce flor,

o que tiver que ser, será meu,
esta escrito nas estrela, vai reclamar com Deus,
o promotor é só um homem, Deus é o juiz!" ;)

terça-feira, 28 de setembro de 2010

"avançar envolve progresso. avança-se não só em relação ao tempo, mas também em relação ao meio em que se vive, aos conceitos que nos são impostos.avançando, nossa percepção do mundo é ampliada, nossa história de vida acaba se justificando e nos preparando para o que vem mais adiante. daqui, deste posto avançado em que me encontro, posso dizer que a gente ama muitas vezes e que a vida tem mais portas do que parece. nem todas chaveadas. algumas, inclusive, entreabertas." ;)


“Sem tempo para lidar com mediocridades. Não quero estar em lugares onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices. Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte... Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: 'as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos'. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa.

domingo, 26 de setembro de 2010

"porque eu não quero surpreender nem chocar, nem ferir. pertenço àquela estranha espécie de pessoas que flutuam pelo mundo, sutis, evitando esbarrar em qualquer coisa. não se sabe se procedo assim por simples delicadeza ou para defender-me. o fato é que sou assim."


quinta-feira, 23 de setembro de 2010



"Somos ultrapassados por nossa pressa. Só percebemos o amor a tempo de lembrá-lo, só descobrimos que era a última chance depois de perdê-la, só aprendemos depois que os erros foram cometidos, que as oportunidades passaram, que os anos foram estampando nosso rosto. Beijaríamos mais doce se soubéssemos que aquele seria o último beijo, gravaríamos a expressão do riso, o som do riso, a leveza do riso, o porque do riso. Amaríamos mais quem nos importa do que nosso egoísmo. Amaríamos mais e apenas isto nos salvaria de uma vida comum." ;)

"Tem paciência com tudo não resolvido em teu coração e tenta amar as perguntas em ti, como se fossem quartos trancados ou livros escritos em idioma estrangeiro. Não pesquises em busca de respostas que não te podem ser dadas, porque tu não as podes viver, e trata-se de viver tudo. Vive as grandes perguntas agora. talvez, num dia longínquo, sem o perceberes, te familiarizes com a resposta."

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

... “Meu coração tá ferido de amar errado.
De amar demais, de querer demais, de viver demais.
Amar, querer e viver tanto que tudo o mais em volta parece pouco...

“Apanhe todos os pedaços que você perdeu nessas andanças e venha.”

"porque sempre esses verbos – faltar, perder e sentir – não possuem conjugação, na verdade acho que não são nem verbos, porque não é uma ação, falta ação, é diferente. os verbos se fundem também, é impressionante a sincronia, "sinto sua falta", "sinto que te perdi", você vê ação nisso? eu vejo falta de ação.
o pior não é que são verbos sem ações, é que são singulares, a perda é só sua. a falta é só sua. o sentimento é só seu. não existe sentir faltar juntos, perder juntos. certo que existe perder-se juntos, mas aí tem o auxílio do "se", e que auxílio. se falta é verbo, o que é saudade então? eu também não sei, só sei sentir.
eu não queria ir dormir hoje assim, sentindo falta do que perdi. precisa ser muito bom pra conseguir unir os três verbos inativos. eu sei fazer rima, eu sei fazer lógica, eu sei te fazer feliz, mas não sei não sentir falta de você. essa vida não passa de um conto do vigário, onde as pessoas passam dizendo que a vida ensina muita coisa, ensina praticamente tudo, que a vida tem o auxílio do tempo, e que o tempo tem o auxílio do esquecimento. e eu fico aqui pensando, quando será que essa vida vai chegar aqui, pro tempo passar e eu esquecer."

"Quanto tempo demora? - perguntou ele.
- Não sei. Um pouco.
Sohrab deu de ombros e voltou a sorrir, desta vez era um sorriso mais largo.
- Não tem importância. Posso esperar. É que nem maçã ácida.
- Maçã ácida?
- Um dia, quando eu era bem pequenininho mesmo, trepei em uma árvore e comi uma daquelas maçãs verdes, ácidas. Minha barriga inchou e ficou dura feito um tambor. Doeu à beça. A mãe disse que, se eu tivesse esperado as maçãs amadurecerem, não teria ficado doente. Agora, quando quero alguma coisa de verdade tento lembrar do que ela disse sobre as maçãs."


(O Caçador de Pipas)

segunda-feira, 20 de setembro de 2010


"Tente. Sei lá, tem sempre um pôr-do-sol esperando para ser visto,
uma árvore, um pássaro, um rio, uma nuvem.
Pelo menos sorria, procure sentir amor.
Imagine. Invente. Sonhe. Voe."
Devíamos ter mais opções de escolha.
- Como assim?
- Escolher de quem gostar, por exemplo...
- Isso não dá.
- E se desse, o que você faria?
- Ainda assim escolheria você.

[ "Eu sempre acredito em happy ends,
com beijo no final.... isso é ter esperanças." ] ;)


... Se você prestar atenção
você vai ver que as pessoas que mais te perdoaram
são as que mais te amam,
porque o amor não vive sem o perdão.

"(...) que essa felicidade nos deixe
com o coração disparado,
mãos úmidas,
olhos brilhantes ...
e aquela fome incapaz
de engolir qualquer coisa.
a não ser o belo,
que é de ver, não de mastigar."

"Um dia tu vais compreender que não existe nenhuma pessoa totalmente má, nenhuma pessoa completamente boa. Tu vais ver que todos nós somos apenas humanos. E sofrerás muito quando resolveres dizer só aquilo que pensas e fazer só aquilo que gostas. Aí sim, todos te virarão as costas e te acharão mau por não quereres entrar na ciranda deles, compreendes?"

"as pessoas podem não lembrar exatamente o que você fez,
ou até mesmo todas as palavras que você disse...
Mas elas sempre lembrarão de como você as fez sentir..."
"chega de sorrir para o que não me contenta e me cobrar paciência com um profundo respiro de indignação. paciência é dom de amor aquietado, pobre, pela metade. calma, raciocínio e estratégia são dons de amor que pára para racionalizar. amor que é amor não pára, não tem intervalo, atropela. não caio na mesma vala de quem empurra a vida porque ela me empurra. ela faz com que eu me jogue em cima de você, nem que seja para te espantar. melhor te ver correndo pra longe do que empacado em minha vida."

[Tati Bernardi]

sábado, 18 de setembro de 2010


"Não estou vivendo perigosamente.
Troquei o perigosamente, pelo intensamente,
inconsequentemente, apaixonadamente.
Não há perigo. perigoso é a gente se aprisionar no que nos ensinaram como certo
e nunca mais se libertar, correndo o risco de não saber mais viver
sem um manual de instruções."


— É possível um rio secar completamente?
— Claro que é.
— Mas será que ele não enche depois? Nunca mais?
Alguns sim, outros não.
— Mas nunca mais?
— Sei lá, acho que não.
— Você tem certeza?
— Certeza eu não tenho. Só estou dizendo que acho. Afinal não sou nenhuma especialista em matéria de rios, secos ou não.
— Sabe?
— O quê?
Eu tinha esperança que o rio voltasse a encher um dia.

(Caio Fernando Abreu)

quinta-feira, 16 de setembro de 2010



“Olha, eu sei que o barco tá furado e sei que você também sabe,
mas queria te dizer pra não parar de remar,
porque te ver remando me dá vontade de não querer parar também.
Tá me entendendo? Eu sei que sim.”

REMAR, RE-AMAR, AMAR, mesmo que este barco esteja furado! ;)




"A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor, eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade. E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos. até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências .. a alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem . Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários, de como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, tremulamente, construí e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida."



"Que eu não perca a capacidade de amar, de ver, de sentir. Que eu continue alerta. Que, se necessário, eu possa ter novamente o impulso do vôo no momento exato. Que eu não me perca, que eu não me fira, que não me firam, que eu não fira ninguém. Livra-me dos poços e dos becos de mim, Senhor."

"Frágil – você tem tanta vontade de chorar,
tanta vontade de ir embora...
tanta vontade de viajar para bem longe,
romper todos os laços, sem deixar endereço." :)



"É esquisito, mas sempre orientei minha vida nesse sentido
— o de não ter laços, o da independência,
de poder cair fora na hora que quisesse."

"Dizem que a gente tem o que precisa. Não o que a gente quer. Tudo bem. Eu não preciso de muito. Eu não quero muito. Eu quero mais. Mais paz. Mais saúde.Mais dinheiro. Mais poesia. Mais verdade. Mais harmonia. Mais noites bem dormidas. Mais noites em claro. Mais eu. Mais você. Mais sorrisos, beijos e aquela rima grudada na boca. Eu quero nós. Mais nós. Grudados. Enrolados. Amarrados. Jogados no tapete da sala. Nós que não atam nem desatam. Eu quero pouco e quero mais. Quero você. Quero eu. Quero domingos de manhã. Quero cama desarrumada, lençol, café e travesseiro. Quero seu beijo. Quero seu cheiro. Quero aquele olhar que não cansa, o desejo que escorre pela boca e o minuto no segundo seguinte: nada é muito quando é demais."
"Você vai me abandonar e eu nada posso fazer para impedir. Você é meu único laço, cordão umbilical, ponte entre o aqui de dentro e o lá de fora. Te vejo perdendo-se todos os dias entre essas coisas vivas onde não estou. Tenho medo de, dia após dia, cada vez mais não estar no que você vê. E tanto tempo terá passado, depois, que tudo se tornará cotidiano e a minha ausência não terá nenhuma importância. Serei apenas memória, alívio, enquanto agora sou uma planta carnívora exigindo a cada dia uma gota de sangue seu para manter-se viva. Você rasga devagar o seu pulso com as unhas para que eu possa beber. Mas um dia será demasiado esforço, excessiva dor, e você esquecerá como se esquece um compromisso sem muita importância. Uma fruta mordida apodrecendo em silêncio no quarto."

Não desista, vá em frente. Sempre há uma chance de você tropeçar em algo maravilhoso. Nunca ouvi falar em ninguém que tivesse tropeçado em algo enquanto estava sentado. "

( Charles F. Kettering )

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

"eu só queria – e ainda quero tanto – ser feliz. eu quero acordar radiante, iluminando cada rua que eu passo, sorrindo para cada pessoa que me sorri também, sentir o que as pessoas felizes sentem, e me abraçar, pensar que sou única, pensar com força, que se for para chorar que seja de felicidade, e que se for para morrer que seja de amor próprio."

- Douglas Lenon (do blog eu te toco também) :*

domingo, 12 de setembro de 2010


"Nesse momento sou tocada por outra sensação: a de que nada é realmente meu, nada permanece, tudo é precário. os encantamentos podem ser roubados, não sou dono de mim mesmo. quem eu tenho de amar pode querer o meu mal."

segunda-feira, 6 de setembro de 2010

"ser sensível nesse mundo requer muita coragem. muita. todo dia. esse jeito de ouvir além dos olhos, de ver além dos ouvidos, de sentir a textura do sentimento alheio tão clara no próprio coração e tantas vezes até doer ou sorrir junto com toda sinceridade. essa sensação, de vez em quando, de ser estrangeiro e não saber falar o idioma local, de ser meio ET, uma espécie de sobrevivente de uma civilização extinta. esse amor tão vívido em terra em que a maioria parece se assustar mais com o afeto do que com a indelicadeza.esse cuidado espontâneo com os outros. essa vontade tão pura de que ninguém sofra por nada. esse melindre de ferir por saber, com nitidez, como dói se sentir ferido. ... é essa vontade de espalhar buquês de sorrisos por aí, porque os sensíveis, por mais que chorem de vez em quando, não deixam adormecer a ideia de um mundo que possa acordar sorrindo."

"Desejo que o seu melhor sorriso, esse aí tão lindo, aconteça incontáveis vezes pelo caminho. Que cada um deles crie mais espaço em você. Que cada um deles cure um pouco mais o que ainda lhe dói. Que cada um deles cante uma luz que, mesmo que ninguém perceba, amacie um bocadinho as durezas do mundo."
"Durma sorrindo e acorde brincando. Não discuta a toa. Escute mais e fale menos, até onde sei é ouvindo que se aprende. Nunca devolva nada na mesma moeda, a não ser que seja abraços e beijos. Comprimente a todos e não se prenda a coisas materiais. Seja sempre otimista, ninguém gosta de conviver com pessoas que só notam o lado ruim das coisas. Não seja egoísta, ajudar ao próximo é mais gratificante que a sí mesmo. Elogie o que gostar e evite criticar o gosto dos outros, certas opiniões podem magoar alguém. Respeite a todos, dos mais idosos aos animais, todos precisam de cuidados e gentilezas como você. Aceite as críticas que vão lhe acrescentar algo, esqueça o que lhe faz mal, não perca tempo odiando ninguém, se a pessoa não lhe agrada apenas seja indiferente, não a nada mais doloroso do que não significar nada na vida de alguém ... entenda cada sofrimento como uma nova lição que apenas o fará crescer como pessoa e irá te preparar para a vida. e a próposito, dê o seu melhor SEMPRE, porque o perfeito não é o rico em detalhes nem algo sem erros, algo sai perfeito quando percebemos que demos o melhor de nós mesmos, para mim o maior sinônimo da perfeição é viver da sua forma, apenas VIVER!"

sexta-feira, 3 de setembro de 2010

"É uma benção inestimável receber amor. Mas quando a gente dói, precisa cuidar da própria dor com o carinho com que gostaríamos de ser cuidados pelos outros. Com a atenção e a suavidade com que tantas vezes cuidamos de outras vidas.Os beijos bons precisam começar em nós."

"E eu tenho vontade de segurar seu rosto e ordenar que você seja esperto e jamais me perca e seja feliz. E que entenda que temos tudo o que duas pessoas precisam para ser feliz: A gente dá muitas risadas juntos. A gente admira o outro desde o dedinho do pé até onde cada um chegou sozinho. A gente acha que o mundo está maluco e sonha com sonos jamais despertados antes do meio-dia. A gente tem certeza de que nenhum perfume do mundo é melhor do que a nuca do outro no final do dia. A gente se reconheceu de longa data quando se viu pela primeira vez na vida."

"Não crie arrependimentos por aquilo que não foi feito.
Sejamos mais reais em nossas dores."

"Eu gostaria de agradecer pelas inúmeras vezes que
você me enxergou melhor do que eu sou.
Pela capacidade de me olhar mais devagar...
Já que muita gente já me olhou depressa demais."


"Todo o bem que eu puder fazer, toda a ternura que eu puder demonstrar a qualquer ser humano, que eu os faça agora, que não os adie ou esqueça, pois não passarei duas vezes pelo mesmo caminho."